sábado, 15 de abril de 2017

50 anos de personagens e actores portugueses em novelas brasileiras (1965-2015) (V)

"Passione" (Globo, 2010)


Miguel Monteiro foi o único actor português no elenco da novela "Passione". O actor português fez um casting em Portugal e gravou em Itália ao lado de Fernanda Montenegro e Tony Ramos, entre outros.

O personagem Gonçalves é um português que conduz, faz assessoria e acompanha Dona Bete (Fernanda Montenegro) numa visita à Toscânia, onde vai à procura do filho, Totó (Tony Ramos).

"Insensato Coração" (Globo, 2011)


É importante destacar um fenómeno que demonstra a total ambientação dos actores portugueses na dramaturgia do país-irmão: a interpretação de personagens brasileiros. É o caso de Ricardo Pereira, que depois de intensa preparação para ganhar o sotaque carioca, interpretou o brasileiro Henrique Taborda, ambicioso executivo de banco em "Insensato Coração (2011)". Ele saiu da novela no capítulo 99 para iniciar as gravações de "Aquele Beijo", que foi ao ar no mesmo ano, na qual também interpreta Vicente, um brasileiro de origem portuguesa.

"Aquele Beijo" (Globo, 2011)


Em "Aquele Beijo", Ricardo Pereira interpreta um luso-brasileiro, Vicente, advogado que se dedica aos estudos e passa em primeiro lugar no concurso para Procuradoria do Estado. Mas tal dedicação fez com que ele perdesse um grande amor. É filho de Amália, interpretada pela actriz portuguesa Marina Mota (nomeada para os prémio de Revelação nos Prémios da Revista Contigo), dona do restaurante português Sonho D'Aveiro, ambientado na Vila Caiada.

Moram com ela a prima Brites (actriz portuguesa Maria Vieira) e o filho dela, Sebastião (interpretado pelo actor brasileiro Raoni Carneiro). No fim da novela descobre-se que Vicente e Sebastião são meio-irmãos.



"Fina Estampa" (Globo, 2011)


" Fina Estampa" tem como personagem principal Griselda Pereira, interpretada por Lília Cabral, portuguesa criada no Brasil que começou a fazer pequenos consertos para os vizinhos depois que o marido Pereirinha (filho de portugueses) desapareceu no mar. Deixou a mulher com três filhos, ficou sumido durante quinze anos e no decorrer da história aparece com um quarto filho.

Também faz parte da novela o actor lusitano Paulo Rocha, no papel de Guaracy Martins, rapaz que veio para o Brasil depois de herdar de um tio o bar Tupinambar. É filho de um português e uma índia, o que desperta curiosidade das pessoas. É apaixonado por Griselda com quem fica no final da história da Globo.

"Guerra dos Sexos" (Globo, 2012)


No ano de 2012, o remake de "Guerra dos Sexos" teve a participação do actor português Paulo Rocha, no papel do brasileiro Fábio Marino (que na primeira versão da novela fora interpretado pelo actor brasileiro Herson Capri).

Tony Ramos é Dominguinhos, anteriormente interpretado por Paulo Autran, que era familiar e sósia do personagem Otávio (também interpretado por Tony Ramos), sendo Altamiranda representada por Irene Ravache (a Charlô desta nova versão).

Paulo Rocha com a actriz brasileira Guilhermina Guinle

"Máscaras" e "Vidas em Jogo" (Record, 2012)

Na Record, a actriz lusa Mafalda Rodiles fez participações especiais nas novelas "Máscaras" e "Vidas em Jogo".

"Balacobaco" (Record, 2012)


O actor português Gonçalo Diniz faz um papel secundário, em "Balacobaco", como João Paulo Antunes, sócio de um brasileiro em uma empresa de importação e exportação.

"Jóia Rara" (Globo, 2013)


Ricardo Pereira interpreta o papel de Fabrício, um militante comunista português que vive há anos no Brasil. É amigo de Mundo (Domingos Montagner) e Toni (Thiago Lacerda).

Apaixonou-se por Lola (Leticia Spiller), mas os dois zangam-se quando ele descobriu que ela tinha ajudado Manfred a prender os comunistas. Depois de muitas discussões, os dois ficam juntos e tiveram um filho.
 
"Boogie Oogie" (Globo, 2014)


Maria João Bastos dá vida à personagem Diana, que é a namorada de Paulo (Caco Ciocler), e chega ao Brasil com o sonho de iniciar uma nova fase do romance com o jornalista.

A actriz foi convidada pelo autor luso-moçambicano Rui Vilhena (que viveu nos anos 70 no Brasil), que com "Boogie Oogie" se estreou na Globo como autor principal de uma novela e com quem Maria João Bastos já trabalhou em Portugal em duas novelas e uma série de televisão.

"Império" (Globo, 2014)


Paulo Rocha foi Orville Neto, um falsificador de quadros. Após pagar pelos seus erros e se livrar (graças a um acidente) das garras de Carmem, Orville pode seguir seu caminho ajudando Salvador com a mente tranquila. Dedica-se à pintura por lazer e se dedica a cuidar da carreira e das finanças de seu grande amigo e protegido.

"Regra do Jogo" (Globo, 2015)


Ricardo Pereira interpreta o personagem Faustini, que era delegado da Darco e trabalhava com Dante (Marco Pigossi). O delegado perde a vida ao descobrir que Guerra (Maksin Oliveira) é um bandido infiltrado na polícia e acaba sendo morto por ele.

"Totalmente demais" (Globo, 2015)


Paulo Rocha é Dino, um mau-carácter, dono de uma oficina e bar de beira de estrada, preguiçoso e popular entre os camionistas. Casou-se com Gilda (Leona Cavalli), com quem teve dois filhos.

Ajudou a esposa a criar Eliza, a filha mais velha de Gilda de um anterior casamento, com quem tem uma péssima relação porque vive olhando para a garota com segundas intenções.

Quando Eliza chega à final do concurso Garota Totalmente Demais ele planeia pegar no prémio e depois denunciar Eliza por tentativa de assassinato. Mas o plano dá errado e Dino acaba preso depois de tentar novamente atacar Eliza.

Fontes principais: “De Antônio Maria a Balacobaco: panorama da presença portuguesa na telenovela brasileira” de Elaine Javorski (Encontro Nacional da História de Mídia) / "A influência das relações comerciais e culturais entre Brasil e Portugal na inserção de personagens portugueses nas telenovelas" de Elaine Javorski e Isabel Ferin Cunha (Universidade de Coimbra)

Outras Fontes: Ualmédia / Mundo das novelas / Astros em revista / Bandeirantes start / Teledramaturgia / wikipedia / Mundo das novelas / Todo dia um texto novo  / Imgrum / Novelas e mundo / Flash vidas (Miguel Monteiro) / Memória Globo / Movenotícias / Gshow

Sem comentários: